A Arte do Webwriting

 

Webwriting – A Arte

 

Definição

Webwriting é o trabalho de criação, produção, edição e administração de textos específicos para conteúdo de websites, a partir de um conjunto de características próprias da linguagem escrita da mídia internet.

Escrevendo na Web

HIPERTEXTO
O grande diferenciador de linguagem na Internet é o hipertexto. Ele cria uma nova sintaxe porque num mesmo texto você pode se remeter à vários outros, oferecendo ao leitor uma gama variada de conteúdos.
Tópico extraído da entrevista com o jornalista Luiz Egypto ao WWB.

QUALIDADE
O critério de qualidade do texto vale tanto para a Internet quanto para o papel. Não há linguagem nova que desobrigue o texto na Internet a ser bom, legível, compreensível. O texto só passa a existir realmente quando é consumido produtivamente pela pessoa que está do outro lado da linha.
Tópico extraído da entrevista com o jornalista Luiz Egypto ao WWB.

DIMENSÃO
Um texto para internet tem que ter o tamanho que a informação exigir. Na informação rápida não se pode esquecer de um ponto crucial: o porquê. Se eu entro na Internet, quero saber o porquê dos fatos, não quero só rapidez. A velocidade tem que vir com peso, com qualidade. A internet é a grande chance da humanidade para preservar sua cultura, mas deve funcionar como um banco de dados e não apenas como um veículo de informação.
Tópico extraído da entrevista com o jornalista Sílvio Lancellotti ao WWB.

RACIOCÍNIO
Antes de se sentar ao computador e blablablá, blablablá, pare e pense! Forme um raciocínio. Você não vai escrever direito na web se não pensar direito.
Tópico extraído da entrevista com o jornalista Sílvio Lancellotti ao WWB.

APERFEIÇOAMENTO
A alma do webwriting é a busca de aperfeiçoamento, webwriting é um raciocínio constante de como distribuir informações pelos ambientes digitais. Esse raciocínio chama-se arquitetura da informação, o principal caminho do webwriter no futuro, o caminho para se crescer como profissional de conteúdo na web. E não esqueça do básico: Primeiro: se o texto não for persuasivo, adeus! Segundo: é preciso agregar ao texto uma boa navegabilidade. Terceiro: ter uma boa noção de objetividade. Colocar as informações onde o usuário quer encontrá-las.
Tópico extraído da entrevista com o webwriter Bruno Rodrigues ao WWB.

ROTEIROS
É muito importante conhecer a estrutura de um roteiro, saber contar uma história.
Tópico extraído da entrevista com o webwriter Bruno Rodrigues ao WWB.

CADÊNCIA
O texto publicitário online deve ter cadência como uma boa música, envolvendo o internauta para que ele se sinta atraído a ler a idéia seguinte. Deve estar próximo do leitor – é preciso levar em conta que as pessoas navegam de forma intuitiva e não racional. Deve ser envolvente, solto, sintético, respeitar a pontuação e saber explorar os atributos de uma marca. O webwriter deve dizer coisas claras colocando a idéia principal em evidência, logo no começo do texto.
Tópico extraído da entrevista com a publicitária Elisa Calvo ao WWB.

SINTONIA
Quanto às ferramentas de propaganda online, o pop-up, por exemplo, dá muito resultado, mas é preciso respeitar o consumidor, acertar o passo com o usuário.
Tópico extraído da entrevista com a publicitária Elisa Calvo ao WWB.

PORTUGUÊS
É importante estar atento ao português. Embora o inglês seja a língua dominante na rede, não é nossa língua nativa. Por isso, mais de 90% do tráfego na internet acontece dentro do país. Há uma preferência por sites de língua portuguesa.
Tópico extraído da entrevista com o publicitário Antônio Rosa Neto ao WWB.

INTERPRETAÇÃO
O webwriter pode trabalhar a notícia online agregando à instantaneidade um tratamento de colunismo, de comentário. Na rede, há um excesso de informação que o webwriter pode capturar e traduzir para o internauta.  Mas é preciso muito cuidado com textos longos, por isso, usar bem os links é uma questão vital.
Tópico extraído da entrevista com o publicitário Antônio Rosa Neto ao WWB.

COMBINAÇÃO
Entre o texto jornalístico e o publicitário (predominantes na Internet) há uma linguagem escrita própria da rede que agrega estas duas características, entre outras. Quanto melhor a mistura, maior a eficiência do texto. Uma boa receita pode ser a seguinte: Um texto comprometido com os fatos, com a verdade, mas com um toque muito pessoal de persuasão.

PARCERIA
Não existe webwriting sem webdesign. A palavra conteúdo vem do inglês content, que designa o conjunto de informações veiculadas via Internet, a soma entre texto e design. A harmonia entre os dois é o ideal e depende da qualidade da parceria entre o webwriter e o webdesigner.

OBJETIVIDADE
Economizar tempo é chave na rede. Vá direto ao assunto. Torne acessível a informação que o internauta procura. Use o princípio da pirâmide invertida onde a informação principal vem logo no primeiro parágrafo.

CONCISÃO
Dê preferência a textos curtos. Mas não deixe faltar informações. Se o tema abordado for complexo utilize o link, a principal ferramenta do webwriter. A habilidade em usar os links é o ponto fundamental para um texto conciso e com informações completas. Habitue-se a focar o que é estritamente relevante numa informação, lembre-se da tecnologia Wap: O tempo é curto e o espaço pequeno.

INTERATIVIDADE
É o princípio básico da rede. Converse com seu leitor. O bom texto para a Net é um convite para que o internauta participe, seja lá como for.

VISIBILIDADE
Normalmente, o internauta não lê o texto, ele escaneia o texto procurando pelo ponto chave da informação. E a poluição visual não está só nas ruas das grandes cidades. Está na Web também! O excesso de informações numa página deixa o internauta confuso e cansado. Há diversos recursos tecnológicos para resolver este problema: Home pages intermediárias, menus pull-down e banners criativos são alguns deles.

NAVEGABILIDADE
A precisão desta característica depende da qualidade da parceira entre webwriter e webdesigner. O texto não pode ser tratado como uma peça isolada numa webpage, ele deve integrar-se ao design tornando acessíveis e atraentes as informações. Assim, é muito mais fácil fisgar o visitante! A utilização correta do link é a maior responsável pela boa navegabilidade de um site. Use toda a tecnologia disponível a favor do seu texto!

ARQUITETURA
A grande ferramenta para melhorar a visibilidade de seu texto é a “Arquitetura da Informação”, ou seja, refletir sobre a melhor maneira de disponibilizar as informações num site criando um projeto adequado para organizá-las, como numa obra de cimento e tijolos. Coloque uma idéia em cada parágrafo, use títulos, subtítulos, intertítulos e sumários.

LINGUAGEM
Dê preferência à uma linguagem informal, leve, coloquial. Se puder, escreva como se estivesse conversando. Mas não tenha isto como uma regra imutável. Há casos (como em sites corporativos ou trabalhos acadêmicos) nos quais é necessário usar a forma culta ou formal.

ORTOGRAFIA
Todo mundo está te olhando. Se a sua profissão é escrever para a Internet, você pode criar neologismos e usar os jargões e gírias próprios da rede, mas não pode cometer erros gramaticais. Estude gramática!

HUMOR
O ambiente da Web é predominantemente bem humorado. Dê preferência ao texto leve, mas sem exageros. O importante é que o humor seja criativo e acima de tudo muito bem dosado.

CRIATIVIDADE
É preciso ser criativo ao redigir um texto para a Web. Pense e repense sobre a construção dos textos e como distribuí-los melhor no site. Procure soluções criativas, inove, crie, mas não viaje demais, principalmente se o assunto for conteúdo corporativo ou para intranets onde o webwriting tem características específicas.

CONCLUSÃO
Esqueça tudo que você leu até agora e aprenda a pensar… pensar… pensar… Escrever na Internet é um exercício constante de refletir sobre o conteúdo. É estar antenado o tempo todo com tudo que está acontecendo no mundo online. Não esqueça: Nada na rede é definitivo!

Ale Gennari
Editor de Conteúdo

Fontes:
– Bruno Rodrigues – “Webwriting – Pensando o texto para a Mídia Digital”
Editora Berkeley – 131 págs. – 2000
– John Morkes e Jacob Nielsen – “Conciso, Escaneável e Objetivo: Como escrever para Web”
1997

12 respostas para A Arte do Webwriting

  1. Eduardo R. V. disse:

    Verdade.

    Acho que, às vezes, escrever certo limita a criatividade. Principalmente em falas de personagens. Claro, falando de romances. Textos técnicos são diferentes, e precisam ser corretos (mesmo não sendo claros muitas vezes ^^!)

  2. Olá!

    É muito importante realmente estar atento a todos os pontos reforçados nessa postagem.
    Fundei no ano passado a Cml Consultoria de Conteúdo, justamente com o intuito de auxiliar as empresas a transfomarem seu negócio em produtos e serviços a serem divulgados na web.
    Principalmente nas PMEs percebe-se uma grande dificuldade em definir os textos, saber se existe escrita demais ou de menos então em alguns casos, nada melhor do que contar com um serviço especializado.

    Caso queira maiores informações, veja: consultoradesites.blogspot.com

    Abs,

    Camila

  3. drconteudo disse:

    Realmente um ótimo apanhado do que é Webwriting! Parabéns! Link compartilhado.
    O ideal é estarmos sempre aprendendo sobre a produção e curadoria de conteúdo dentro e fora da web. E para isso, a blogosfera do dia a dia é um ótimo professor.
    Um abraço,
    Newton Alexandria
    @DrConteudo

  4. Ótima a postagem!

    Trabalhar na web é muito mais complexo do que se imagina. Tem que se preparar, estudar e muitas das vezes a gente acaba mudando o estilo de postagem ao longo do tempo.

    Como você bem finalizou, nada na rede é definitivo.

    Abraços,
    Jessica Corais

  5. Raquel unfer disse:

    Obrigada Alexandre Gennari pela colocação,
    Sou de Santa Cruz do Sul, e estou sempre procurando atualizar o que escrevo,

    abraço

  6. Ludimila disse:

    Muito bom o texto!! Também agradeço pela colaboração Alexandre! É raro um texpo com conteúdo completo e objetivo de um assunto tão novo com este. Abs

  7. É eu escrevo conteúdo pra qualquer meio de comunicação, inclusive para sites, blogs etc, mas penso que essa nova forma é muito interessante a abre outros horizontes e perspectivas de trabalhos mais criativos, fora isso sou revisora de textos, professora de Língua Portuguesa e sei a importância de textos bem escritos. Parabéns, seu texto me ajudou muito. Alba Brito Mascarenhas.

  8. Eu escrevo conteúdo pra qualquer meio de comunicação, inclusive para sites, blogs etc, mas penso que essa nova forma é muito interessante a abre outros horizontes e perspectivas de trabalhos mais criativos, fora isso sou revisora de textos, professora de Língua Portuguesa e sei a importância de textos bem escritos. Parabéns, seu texto me ajudou muito. Alba Brito Mascarenhas.

  9. Estou ensaiando (despretensiosamente) as possibilidades de criar uma carreira digital… mas tenho me deparado com tanto conteúdo “corretinho e sem personalidade” que chega a ser desanimador…

    Muito obrigada pelas dicas! Vão me ajudar bastante.

    • Sandro Luna disse:

      Realmente não faltaram nada nestas preciosas dicas!Perfeitas, porém acho que a criatividade é a essência para a atração e conquista de quem lê algo. O diferente atrai o igual e o igual distrai o difetente?!
      By Sandro Luna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s