Quem é Maculelé?

Alex Gennari – Contos Infantis

images 

Para Luiza Franchi Gennari

“Quem conhece Maculelé?” bradou a Coruja empoleirada no alto de uma árvore na beira do rio.  E olhou desconsolada pra Mula-sem-Cabeça, atolada na lama às margens do rio. Os outros animais da floresta observavam a cena sem dizer nada.

O Jabuti levantou a mão e disse: “Eu conheço Maculelé.”

“Então vai voando chamá-lo, pra ele ajudar a tirar a Mula daí.”

“Mas Jabuti não voa”, disse a Raposa.

Então o Tucano disse que conhecia Maculelé e saiu voando atrás dele. A cada minuto que passava a Mula-sem-Cabeça afundava mais na lama do rio.

Maculelé é o caboclo da floresta, meus amiguinhos, um garoto esperto cor de café que sabe de tudo que acontece na mata e não deixa ninguém bulir com as plantas nem com os animais. O nome dele vem de uma dança bonita que faz parte do folclore brasileiro: O Maculelê.

Só que no dia que a Mula-sem-Cabeça empacou, Maculelé não estava em casa, onde mora com sua mãe e seu pai.

“E agora, onde é que eu vou achar Maculelé?” lamentou-se o Tucano”. “É fácil” disse o Tatu, que ia passando por ali, “Maculelé deve estar no esconderijo da Indiazinha, a moça mais bonita que vive na floresta! Eu sei onde ela mora. Se quiser posso ir com você até lá.”

Chegaram na cascata. Debaixo do espelho d’água tinha uma gruta bem escondida.

“Maculelé… Maculelé…” chamaram juntos na entrada da gruta.

Nada.

O Tatu explicou que ali, Maculelé e a Indiazinha reuniam todos os amigos da floresta pra brincarem, contar e ouvir histórias.

“Maculelé… Maculelé…” chamaram outra vez.

Dali a pouco apareceu Maculelé. Junto com ele a Indiazinha. O Tucano contou o ocorrido. Maculelé ficou pensando, pensando, pensando… e então falou: “Isso é coisa do Saci.”

Nem bem ele terminou de dizer e, de repente, do nada, uma coisa pulou de dentro da mata em cima deles.

“Aiiiiiiii” gritaram.

“Você estava me procurando, Maculelé? Rárárá-rárá.”

Era o Saci que rolava no chão de tanto rir com o susto que os amigos levaram.  “Tava te procurando, sim. Quero saber quem atolou a Mula-sem-Cabeça na lama do rio”, disse  Maculelé fulo da vida.

O Saci quis sair de fininho, mas Maculelé não deixou.

“Foi de brincadeira…” disse o Saci.

“Brincadeira mais sem graça, Saci… Agora a Mulinha tá lá encalhada, soltando fogo pelas ventas, não anda nem desanda.”

O Saci soltou uma gargalhada que fez o maior eco na mata.

“Você ainda ri? Coitada da Mulinha.”

“Como é que você fez isso, Saci?” Perguntou a Indiazinha.

“Foi fácil. Eu coloquei um pedaço de bambu ali e falei pra Mula que ela podia passar tranquila que o bambu ia aguentar o peso dela. Rárárá.”

“Desde quando bambu aguenta o peso de uma Mula-sem-cabeça? Tá na cara que ia afundar,”disse a Indiazinha.

“Que maldade, Saci!” Maculelé protestou. Não sou mais seu amigo!”

“Então estamos de mal,” devolveu o Saci. E um virou as costas pro outro.

Mas a Indiazinha disse: “Eu vou lá desencalhar a Mula. Quem quiser que venha comigo.” O Tucano e o Tatu seguiram a Indiazinha. Maculelé e o Saci não se mexiam. Depois de um tempinho, Maculelé, meio contrariado, seguiu os amigos. O Saci continuou lá parado, de cara feia. Ficou olhando o grupo se afastando. Pensou na Mulinha empacada e ainda riu um risinho meio sem graça. Fungou e decidiu ir atrás deles também.

Fizeram um mutirão pra tirar a Mula-sem-Cabeça da lama. Todo mundo ajudava. Um puxava daqui, outro puxava dali. O Saci era quem mais se esforçava. A Coruja orientava: “Mais pra cá, mais pra lá”. Quando a Mula finalmente desencalhou todos comemoraram. Depois Maculelé se aproximou do Saci. Um olhou pra cara do outro. Os dois sujos de lama até o pescoço. O Saci sorriu primeiro. Maculelé gargalhou. Se abraçaram e pularam de um lado pro outro como se tivessem ganhado a Copa do Mundo. Tinham ganhado mais do que isso. Eram amigos outra vez.

Leia outros Contos Infantis

Saiba mais sobre Alex Gennari

Anúncios

4 respostas para Quem é Maculelé?

  1. Pingback: Infantil: “Quem é Maculelé?” | Webwritersbrasil's Blog

  2. Ana Gennari disse:

    Adorei! Maculelê!

  3. Cris Blanco disse:

    Que legal !
    Resgatar o nosso folclore é maravilhoso. Ele é tão rico que não precisamos de copiar nada de ninguém.

  4. Maria Boani disse:

    Que belezinha, exatamente como as crianças reagem numa situação de conflito, se unindo procurando a melhor solução. Parabéns à indiazinha pela atitude mostrando que enquanto os homens brigam e ficam de mal a mulher decide e resolve o problema!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s