Cidade de Deus

Roteiros – Cultura – Filmoteca do Roteirista

Cidade de Deus

Direção: Fernando Meireles –2002– Brasil – Drama – 130 min. – Roteiro: Bráulio Mantovani baseado em livro de Paulo Lins – Elenco: Matheus Nachtergaele, Alexandre Rodrigues, Leandro Firmino da Hora

Sinopse: No Rio de Janeiro dos anos 60, sob o regime militar, surge o conjunto habitacional Cidade de Deus, para onde eram mandados os migrantes e os miseráveis. Ali vive Dadinho, um garoto negro que se tornará um grande traficante.

Comentários: Afinal, de quem é a culpa pelo abismo social brasileiro? Minha? Sua? Do governo ou do capitalismo?
Cidade de Deus reflete sobre o surgimento das favelas, do tráfico de drogas e do aumento gradual da violência que acabaram por dominar o Rio de Janeiro. A miséria e a falta de opção dos jovens excluídos, a grande ferida social do nosso país, é exposta na tela de forma dramática.

Cidade de Deus pode ser considerado o grande filme da chamada Retomada do Cinema Nacional, iniciada em 1995 com Carlota Joaquina de Carla Camuratti. Um novo cinema comprometido com aspectos sociais, engajado, como o Cinema Novo dos anos 60. Que usa a criatividade para superar a falta de recursos e a simplicidade para falar de assuntos complexos.

Todo grande filme começa com um bom roteiro. Em Cidade de Deus isso acontece com o trabalho de adaptação do roteirista Bráulio Mantovani à partir do livro de Paulo Lins.
Independentemente dos culpados pelas misérias brasileiras, Cidade de Deus é um filme fascinante, apaixonante, e nos faz sentir aliviados da nossa parcela de culpa quando vemos nossas mazelas denunciadas com tanta inspiração.

Por: Alexandre Gennari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s