Crônica de Alexandre Gennari inspirada na obra de Fabrício Carpinejar

Ale Gennari PB (640x478) - Cópia

Cópia de 1006329_341413225993791_1877771604_n

Crônica de Alexandre Gennari (Vida de Escritor): Em crônica inspirada na obra de Fabrício Carpinejar, Alexandre Gennari relembra um amor da adolescência e a experiência de assistir José Wilker no papel do legendário Vadinho, de Jorge Amado: “Fomos ao cinema assistir a “Dona Flor e seus dois maridos” (…) A censura bombando. Ver uma mulher nua era a glória, uma cena de sexo então… Éramos um grupo grande, do colégio, burlamos as carteiras de identidade. Consegui me sentar ao lado dela depois de alguns empurrões e de quase trocar tapas com colegas de classe. Assisti José Wilker (numa atuação inesquecível) e Sônia Braga (no auge de sua beleza e gostosura) transarem loucamente, com meu braço roçando o braço dela o filme todo.” Leia Crônica na Íntegra

Mais crônicas de Alexandre Gennari

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s