Uma crônica de Sérgio Porto (Stanislaw Ponte Preta)

À Beira-Mar
Sérgio Porto (Stanislaw Ponte Preta)

A Arte da Crônica: “O menininho já estava com um balde desses de matéria plástica cheio de areia, quando o sujeito intrometido chegou e perguntou o que é que o menininho ia fazer com aquela areia. O menininho fungou, o que é muito natural, pois todo menininho que vai na praia funga, e explicou pro cara (3) que ia jogar a areia num casal que estava numa barraca lá adiante. E apontou para a barraca.”

Leia íntegra da crônica comentada

Leia mais sobre a Arte da Crônica

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s