Blade Runner – O Caçador de Andróides

Filmoteca do Roteirista: Há dois aspectos no filme de Scott que o tornam genial: O confronto entre criador e criatura e a reflexão sobre a condição humana, frágil e perecível. A metáfora entre a brevidade da vida dos andróides e a fragilidade da existência humana na terra, é a grande questão, é o que toca e emociona o espectador sem que ele dê conta disso . Os andróides, como nós, querem mais vida e desafiam seu criador por isso. Essa reflexão filosófica faz de Blade Runner um filme imortal, ao contrário dos andróides e dos humanos.

Leia mais sobre o filme “Blade Runner”

Outros títulos da Filmoteca do Roteirista

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s